An error has occurred

Vem comigo, descobrir um mistério das casas de Amsterdam | Tânia Coelho




Vem comigo, descobrir um mistério das casas de Amsterdam

Fotos Viagem 2015 402

Uma das melhores coisas em viajar é descobrir e entender as soluções que as pessoas dão aos seus problemas, principalmente nas coisas do cotidiano, e que mostram muito sobre a índole de um povo.
Tudo o que vemos tem uma lógica, uma história e um motivo para existir, e o fascinante é tentarmos entender estes motivos.

Um exemplo clássico do que estou falando é a arquitetura, neste caso a arquitetura da área em torno dos canais de Amsterdam, belíssima e peculiar, única em seu encanto e que nasceu da necessidade de solucionar um problema, nesta que é a maior cidade planejada do norte da Europa.

Fonte: Google imagens

Fonte: Google imagens

Amsterdam, fundada por volta do ano 1200 às margens do Rio Amstel, está, como boa parte da Holanda, abaixo do nível do mar (2,1 metros, para ser preciso) e a luta dos holandeses para construir o seu país foi materializada no sistema de moinhos, canais, diques e polders, motivo de encantamento dos visitantes e orgulho dos locais.

A época áurea da cidade ocorreu no Século XVII, e gerou uma grande necessidade de expansão urbana, com a construção de novos canais. Ora, quando cada metro quadrado de terra seca para construir uma cidade deve ser conquistado, é evidente que este solo é extremamente valorizado e deve, portanto ser ocupado com cuidados especiais.

O espaço limitado para construir levou a uma solução simples e genial (desculpem o pleonasmo…): Construir casas mais estreitas, otimizando o espaço disponível. Até aí, tudo bem, mas como obrigar as pessoas, numa sociedade que sempre se caracterizou pela tolerância política e liberalidade, a construir casas estreitas?

A Holanda, como potência naval a partir do Século XVII, tinha a solução, tirada de sua grande e poderosa frota de navios mercantes. Resolveu-se taxar as casas da mesma forma que os navios, cujos impostos eram calculados, entre outras formas, pela largura do convés, ou seja, quanto mais estreita a casa, menores os valores dos impostos! Como dizia um antigo professor, simples, elementar e corriqueiro…

 

10 thoughts on “Vem comigo, descobrir um mistério das casas de Amsterdam

    1. Tânia Coelho Post author

      Fico muito feliz ao ler seu comentário José Otávio e contemplar que gostou da matéria e fotos! Em breve mais novidades no ¨Vem Comigo!¨Muito obrigada visitar o site!

  1. Ismar dos Reis Magalhães

    Tânia Coelho, você está sempre inovando, logo do acesso as suas atividades torno-me mais sociável, por meio do Tour Gastronômico, e menos ignorante pela informação da razão das construções holandesas serem desproporcionais no tange à largura e à altura; o que as tornam singulares, lindas e interessantes. Grato. Abraço.

    1. Tânia Coelho Post author

      Caríssimo Ismar!
      Um privilégio receber suas impressões a respeito das ações que tenho desenvolvido e também em relação a esta matéria sobre Amsterdam!
      O Tour Gastronômico além de aproximar as pessoas dos Hotéis e provar da gastronomia destes ambientes, têm me proporcionado conhecer pessoas admiráveis como você! Muito obrigada por visitar o site e por seu comentário o qual valorizo e prezo muito.

  2. Maria Clara Malhovano

    Oi, Tânia!
    Que lindo, que cidade maravilhosa e encantadora. Quando puder, com certeza irei conhecer. Só fiquei com uma dúvida: atualmente moram uma família por casa ou mais famílias? Com a modernidade, as casas estão cada vez mais pequenas e penso que se morar uma família, a casa se torna grande.

    1. Tânia Coelho Post author

      Olá Maria Clara!
      Amsterdam é um daqueles lugares mágicos em que você se sente acolhido pelos moradores e encantado pelas paisagens, museus, canais e arquitetura peculiar de suas casas. Em relação a elas, geralmente moram apenas uma família, no entanto, a união de algumas delas foram transformadas em restaurantes, hotéis (como o The Convent, em que ficamos hospedados) e pousadas para receber e abrigar muitas famílias e pessoas iluminadas e especiais como você! Muito obrigada por visitar o site e por seu comentário. Eu adorei!

  3. nelson

    Alguém teve a sensibilidade e inteligência de dizer que os canais de Amsterdam dão passagem ao anti-preconceito.
    Belpissima postagem, Tânia !

  4. Ligia Patron

    Eterna professora e amiga, amei conhecer o seu site. Vi cada uma das matérias e esta, que conta um pouco da sua viagem a Amsterdam me encantou pelas fotos e pelo conhecimento compartilhado. Já me inscrevi para continuar lendo os seus artigos!
    Muito sucesso e felicidade! Abraço forte

    1. Tânia Coelho Post author

      Querida Lígia que prazer saber que terei você novamente por perto e que irá acompanhar os artigos! Fico muito feliz que tenha gostado do site e principalmente da matéria sobre Amsterdam no Vem Comigo! A próxima história será sobre o Egito. Agradeço por todo seu carinho e da mesma forma quero lhe desejar muitas felicidades e sucesso sempre! Um beijo e até breve!

Comments are closed.