An error has occurred

Vem comigo, quero lhes apresentar uns amigos! | Tânia Coelho




Vem comigo, quero lhes apresentar uns amigos!

Às vezes me questiono sobre os motivos que me levam a viajar. Como a maioria, as primeiras e óbvias respostas são a vontade de conhecer lugares novos, a culinária, os costumes. No entanto, a resposta que mais completamente satisfaz a este questionamento vem das recordações que trago dos lugares visitados. Ao lembrar Portugal, não consigo deixar de pensar no abraço emocionado da D. Madalena, nos sucos de laranja preparados com carinho especialmente para mim, pela Margarida, as duas na cidade do Porto, do Alfonso e na D. Deolinda em Lisboa, entre tantos outros “patrícios”…

 

Nas minhas memórias, a França se chama Marina, nossa querida anfitriã num pequeno e maravilhoso hotel na Normandia, a Bélgica atende pelo nome de Lindsay, que nos levou de Brugges a Bruxelas em sua quilométrica Mercedes, a Holanda, da querida Wiebke e do Mike, nossos anfitriões em Haia, e a África do Sul se chama Richard e Riverside, nossos rangers.

 

Muitas vezes não percebemos de quantas pessoas é feita uma viagem, começando pela agente de viagens, comissários de bordo, motoristas, guias, concierges, camareiras, amigos que (re) encontramos, e outros que fazemos pelos caminhos. Este texto é uma pequena homenagem à Michele, ao signore Ennio, ao Ignace, ao Miguel e à Loli, ao pessoal de terra e aos comissários da British, KLM, Air France, TAM, Turkish, Swiss, South African, Egyptair e a todos os que contribuíram para que pudéssemos entender um pouquinho melhor este mundo e a concluir que a verdadeira viagem é conhecer e conviver com nossos colegas de jornada.
Nas fotos a seguir, lhes apresentamos algumas destas pessoas especiais.